Sabemos como é difícil escolher um novo eletrônico. Um mouse pode tornar sua rotina mais simples ou complicada, por isso é importante escolher sabiamente de acordo com sua necessidade. Para isso, se deve prestar atenção em detalhes como no DPI, no tempo de resposta, nos botões, no tamanho e nos fios.

Podemos começar pelo DPI. A sigla significa “dots per inch” e indica a quantidade de pontos por polegada. Isso significa que ele mede o quão rápido é o mouse na tela do computador. Quanto maior o valor, terá mais sensibilidade e precisão. Normalmente, gamers utilizam até 12.000 DPI. Mouses normais tem entre 400 e 800 DPI.

Já, o tempo de resposta no mouse fala sobre a capacidade do mouse em trocar informações com o computador. Assim, isso também influencia na rapidez. Esse número é medido em Hertz. A escolha normal é de 250 Hz, mas vai até 1.000 Hz.

Existem dois tipos de mouse: via laser e óptico. Os dois fazem a leitura da superfície como se estivessem tirando fotos, e entendem o movimento a partir da diferença das imagens. O mouse óptico utiliza um LED para iluminar a superfície, já o laser um infravermelho – muito mais sensível – que gera imagens mais nítidas. Os ópticos geralmente são mais baratos e comuns, mas o laser é adaptável e gera retornos bem mais rápidos com precisão.

A quantidade de botões e funções varia muito de aparelhos. O básico são três botões principais: direito, esquerdo e a rodinha. Alguns podem ser configurados com atalhos, enquanto outros possuem botões para medição de DPI.

Ao falar-se em tamanho, se sabe que a extensão é enorme. Tem alguns que são mini, outros aparelhos são mais leves, e alguns podem até ajustar o peso do dispositivo através de compartimentos externos.

Há mouses para canhotos, destros e ambidestros. Os tipos de pegada também são variados. Há três tipos básicos de pegada: Palm Grip, Claw Grip e Finger Grip.

O Palm Grip é o mais popular, deixando os dedos inteiros por cima dos botões e preenchendo a palma da mão.

O Claw Grip é mais conhecido por ser utilizado por gamers, ele apoia a palma da mão e apenas as pontas dos dedos tocam o mouse.

Já o Finger Grip é menor e somente os dedos tocam o aparelho. Isso gera maior rapidez e leveza.

E agora: wireless, bluetooth ou com fio?

Os mouses wireless funcionam com um sensor USB plugado na entrada do computador. Se você é uma pessoa que perde fácil as coisas, esse modelo não é indicado, pois a entrada é bem pequena. A conexão via bluetooth também existe, e esse tipo de mouse se conecta diretamente através do sinal, o que pode ser um pouco incômodo se você gosta de poupar bateria. O alcance, em geral, é variável e não depende desses fatores. Mas, se você precisa realizar trabalhos com muita precisão, é sempre mais indicado um mouse com fio, que se conecta por cabo USB.

Ainda não encontrou o mouse perfeito para você? Dá uma olhadinha nesse aqui da OEX, com fio e super funcional: https://lojaonoff.com.br/produto/mouse-com-fio-ms103-oex/

Ou esse aqui, sem fio e móvel: https://lojaonoff.com.br/produto/mouse-sem-fio-e-bluetooth-tiny-oex/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *